Editora Contexto

Assunto
(0) items

Doenças e Curas

o Brasil nos primeiros séculos

R$39,90

Qtd:
  • ISBN 978-85-7244-486-6
  • Formato 16 x 23
  • Peso 0.308 kg
  • Acabamento Brochura
  • Páginas 192

Quais as doenças que afligiam índios e europeus nos primeiros séculos do Brasil? Como os nativos se defendiam de males até então desconhecidos por eles, como gripe e sarampo? A pesquisadora e médica Cristina Gurgel nos mostra um capítulo importante da História do Brasil, o encontro (e desencontro) de duas culturas sob a ótica das doenças e dos males que afetaram seus habitantes.
Ao contrário do que se propaga, a autora defende a ideia de que os princípios terapêuticos básicos da medicina indígena e europeia tinham muito em comum. Ambos os povos possuíam uma concepção da doença como uma invasora, sendo, portanto, necessário forçar sua saída do organismo. Para que isso ocorresse, empregavam-se cerimônias e substâncias que diferiram conforme a cultura e a disponibilidade e qualidade de matérias-primas medicamentosas. Valiam-se igualmente de rezas, vomitórios, purgantes e sangrias. Assim, quando ambas as medicinas - europeia e indígena - se uniram, não houve um grande choque cultural, mas uma complementação, que fez surgir a autêntica medicina popular brasileira.
Repleto de imagens e boxes explicativos, Doenças e curas é imperdível para quem quer conhecer melhor o início - doloroso - da nossa História.

Opiniões do cliente

1 Item(s)

por página
Doenças e Curas Comentário de Paulo Roberto Cavalcanti de Souza
DOENÇAS E CURAS (Cristina Gurgel) A autora, conforme expresso no subtítulo, pretende divulgar o Brasil dos primeiros séculos, do ponto de vista clínico-teraupêutico-farmacêutico. Como médica pesquisadora do assunto, ela o apresenta, de uma forma fluente e inteligível, de modo a proporcionar ao leitor, mesmo leigo em ciências médicas, um entendimento da questão, no nível brasileiro, de forma agradável e suficiente. Embora limitado no tempo, o livro atende à curiosidade dos leitores, de entender como a sociedade colonial lidava com as doenças, autóctones ou trazidas pelos europeus. No início do século XIX, o Brasil buscou absorver a ciência e a tecnologia médica européias. Não havia mais a restrição colonial dos médicos serem formados em Portugal (Coimbra). Talvez esse período seja objeto de outro livro da autora. Esse aspecto é mencionado porque há outros livros sobre o tema, mas que o interpretam do ponto de vista global, como: 1) - Sournia, Jean-Charles; Ruffie, Jacques - As Epidemias na História do Homem, Editora 70, Lisboa, 1974; 2) - Cartrwright, Frederick F., Diseases in History, Barnes & Noble, 2001. 3) - Upjari, Stefan Cunha- A História e suas epidemias, Editora Senac, 2005; 4) - Upjari, Stefan Cunha- A História da Humanidade contada pelos Vírus, Editora Contexto, 2008;

1 Item(s)

por página

Avaliar o produto

Somente usuários registrados podem escrever comentários. Por favor, faça log in ou registre-se

Dra. Cristina Gurgel fala sobre seu livro

Cristina Gurgel no Programa do Jô

Assine nossa newsletter, é grátis!